O Hospital Municipal de Simões Filho, organiza o atendimento aos pacientes por meio do Protocolo Estadual de Classificação de Risco. Esse procedimento, utilizado para acolher e classificar o risco dos pacientes, tem como base o Protocolo de Manchester, método de triagem que estabelece escala de urgência para atendimento de enfermos, criado em 1997, na Inglaterra.

Visando ampliar a importância as informações referentes à Classificação de Rico a direção da unidade hospitalar promoveu nos dias 7 e 14 aulas para a equipe de enfermagem.

As aulas foram ministradas por Dra. Juciane Guimarães gerente da Educação Permanente e contou com as participações de Estelita Crus –coordenadora de enfermagem e Silvana Souza- enfermeira da Qualidade.

Dra. Juciane Guimarães informa que a Classificação de Risco é uma ferramenta de organização das chamadas “filas de espera” no serviço de saúde, tendo como objetivo priorizar os atendimentos por potencial de risco, agravo à saúde ou grau de sofrimento, de acordo com os sinais e sintomas apresentados pelos pacientes.

“A classificação de risco é um meio de se humanizar o acolhimento nas unidades de atendimento às urgências, porque diminui o tempo de espera, diminui filas de pacientes e melhora a qualidade do ambiente de trabalho dos profissionais. Para que haja êxito na classificação de risco é preciso agilidade, ação da equipe multiprofissional envolvida. Importante destacar que a classificação do estado do paciente é realizada por enfermeiro capacitado, que ao avaliar individualmente, por ordem de prioridade e chegada do mesmo, faz classificação por gravidade e tempo de atendimento”, concluiu Dra. Juciane Guimarães.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *